Por um pouco mais

Celeste Carneiro

A madrugada vai alta.
A escuridão parece mais densa.
A perspectiva do dia claro
se nos afigura distante.
A agonia da expectativa
tortura nossos pensamentos.
A inquietação oprime nosso peito.
A ansiedade esmaga nossa alma
já tão cansada...
No entanto,
há estrelas fulgurantes no firmamento.
Por um pouco
e veremos despontar a aurora
que chegará triunfante,
no seu carro de ouro e luz,
clareando os escaninhos do nosso ser.
Por mais um pouco,
e voltaremos a enxergar
a beleza da Natureza
em festa de luz e cor...
Por um pouco,
e os homens se abraçarão,
reinando, finalmente, a fraternidade.
Por um pouco,
e não mais haverá crianças chorando
a infância que não lhe permitiram viver.
Por mais um pouco,
a Alegria e a Esperança,
o Amor e a Paz,
a Fé e a Compreensão
deixarão de ser
sonhos difíceis de realizados.
Somente por mais um pouco,
resiste, alma irmã,
porque nunca estivemos
tão perto do amanhecer!